MICROALBUMINÚRIA


A microalbuminúria pode ser definida como uma persistente elevação da albumina na urina. Sua presença pode ser detectada antes da manifestação clínica da proteinúria e tem se mostrado um marcador preditivo do aumento de falência renal e mortalidade precoce dos pacientes diabéticos, ambos relacionados à nefropatia diabética. Está associada ainda à resistência insulínica e síndrome metabólica, por sua vez caracterizada por um conjunto de fatores de risco cardiovasculares relacionados à insulina e obesidade abdominal. A presença de microalbuminúria é considerada pela Organização Mundial da Saúde como um dos componentes necessários para definir a presença de Síndrome Metabólica, o que mostra a importância do seu diagnóstico laboratorial.
A detecção de baixas concentrações de albumina urinária possibilita a identificação dos pacientes com maior risco de desenvolvimento de nefropatia diabética. A incidência desta patologia é de aproximadamente 30% para pacientes com diabetes mellitus insulino-dependente e varia entre 25% e 60% entre pacientes com diabetes mellitus Tipo II não-insulino-dependente.
A existência de um período latente entre o início da lesão renal e a doença renal manifesta foi observada. A lesão glomerular, durante esta fase, se expressa por meio da excreção aumentada da albumina. No entanto, essas quantidades são muito pequenas para serem detectadas pelos testes padrões e mesmo nas investigações de proteinúria nas 24 horas. Por isso, a imunoturbidimetria, método mais sensível, é preferível para proceder à investigação, visto que os testes tradicionais só resultam positivos em níveis de 150 a 200 mg/L.
A manifestação da microalbuminúria pode se dar até 5 anos antes da manifestação clínica clássica do quadro de diabetes mellitus. Sua utilização na monitoração do aparecimento de lesão renal em pacientes com hipertensão, lúpus eritematoso sistêmico e gravidez com suspeitas de quadros de pré-eclâmpsia, também tem sido sugerida.
A presença de albumina na urina é classificada segundo a concentração. Assim temos:

Albuminúria -------------- <µg por minuto ---------------<30 mg/24h
Microalbuminúria ---------<20 a 200 µg por minuto -------30-300 gm/24h
Macroalbuminúria --------->200 µg por minuto ----------->300 mg/24h

Fatores interferentes na dosagem da microalbuminúria incluem exercício, infecção urinária, e qualquer outro fator que leve a resultados falso-positivos de proteína na urina. É sugerido em alguns casos, portanto, a realização coleta à noite (urina nas 12 horas noturnas) para que ocorra em repouso, evitando a interferência do exercício nos valores da albumina urinária. Devem ser dosadas, no mínimo, 3 amostras em datas variadas no período de 1 mês, e pelo menos 2 devem ser positivas para a confirmação do diagnóstico de microalbuminúria. A coleta de múltiplas amostras se faz necessária, visto que a excreção pode variar de um dia para o outro. A variação biológica entre as amostras, durante um período de 1 mês, segundo a literatura, pode ser de 20 a 40%.

Características do Produto

Finalidade
Determinação quantitativa da Microalbumina na urina humana por análise de turbidimetria, somente para uso diagnóstico in vitro.

Metodologia
Imunoturbidimetria
A albumina presente na amostra de urina humana reage com um anticorpo específico para albumina humana. A turbidez é induzida pela formação de complexos imunes e é diretamente proporcional à concentração de microalbumina na amostra.

DESEMPENHO DO PRODUTO

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS E ESPECIFICIDADE METODOLÓGICA
O Kit de Microalbuminúria Bioclin foi comparado com outro método para dosagem de Microalbuminúria comercialmente disponível. Foram realizados 07 análises e os resultados foram avaliados. Obteve-se a equação linear Y = 1,0457x - 6,41616 e o coeficiente de correlação 0,998355. Com estes resultados pode-se concluir que o kit apresenta boa especificidade metodológica e forte relação com a metodologia de referência.

REPETIBILIDADE:
Foram realizadas 20 dosagens sucessivas de microalbuminúria, através do kit Microalbuminúria Bioclin, obtendo os seguintes resultados:

REPRODUTIBILIDADE:
Foram realizadas 20 dosagens durante 3 dias consecutivos do Microalbuminúria, obtendo-se os seguintes resultados:

Linearidade:
A reação é linear até a concentração de 1500 mg/dL. Para valores maiores diluir a amostra 1:5 com solução de Cloreto de Sódio 9 g/L e repetir a determinação.

SENSIBILIDADE:
A sensibilidade foi determinada a partir de 20 dosagens de uma amostra de concentração 0 (zero) de Microalbuminúria. Obteve-se a média 0,0135 mg/dL com desvio padrão de 0,0088 mg/dL.

ESTABILIDADE:
A estabilidade dos reagentes foi demonstrada através de estudos bibliográficos da metodologia, juntamente com os testes de bancada realizados durante o desenvolvimento do kit, incluindo testes de stress a temperatura. Para assegurar a estabilidade são feitos testes de monitoração dos reagentes, utilizando soros controle da Control-Lab, da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, e soros controles comerciais.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Ritz E, Orth SR. Nephropathy in patients with type 2 diabete mellitus. N Engl J Med 1999;341:1127-33.
2. American Diabetes Association. Diabetic nephropathy. Position Statement. Diabetes Care 2002;25 (suppl 1):S85-S89.
3. Valmadrid CT, Klein R, Moss S, Klein BEK. The risk of cardiovascular disease mortality associated with microalbuminuria and gross proteinuria in persons with older-onset diabetes mellitus. Arch Intern Med 2000;160:1093-100.
4. Panzram G. Mortality and survival in type 2 (non-insulin-dependent) diabetes mellitus. Diabetologia 1987;30:123-31.
5. Isomaa B, Henricsson M, Almgren P, Tuomi T, Taskinen MR, Groop L. The metabolic syndrome influences the risk of chronic complications in patients with type II diabetes. Diabetologia 2001;44:1148-54.
6. World Health Organization: Definition, diagnosis and classification of diabetes mellitus and its complications. Part 1: Diagnosis and classification of diabetes mellitus. Geneva: WH Organization, 1999.
7. Mount, J.N., Journal of Clinical Pathology, 1986 : 22 : 12.
8. Schmidtz, A., et al., Diabetic Medicine, 1988 : 5: 126.

Entre em contato conosco e conheça o kit Microalbuminúria - K078-1
 
 

Qualidade é a marca da Bioclin

 
Mapa Site Webmaster