Linkedin Bioclin Instagram Bioclin Bioclin ONCAST Podcast

HbA1c e Frutosamina

O Diabetes Mellitus (hiperglicemia) é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da inativação total ou parcial da insulina, hormônio produzido pelo pâncreas e responsável pelo metabolismo da glicose, dentre outras substâncias.

Os tipos de Diabetes são classificados de acordo com as causas:

Diabetes Mellitus tipo I: Ocasionado pela destruição da célula beta do pâncreas, em geral por decorrência de doença auto-imune, levando a deficiência absoluta de insulina.
Diabetes Mellitus tipo II: Provocado predominantemente por um estado de resistência à ação da insulina associado a uma relativa deficiência de sua secreção.
Diabetes Gestacional: Circunstância na qual a doença é diagnosticada durante a gestação, em paciente sem aumento prévio da glicose.
Outras formas de Diabetes Mellitus: Quadro associado a desordens genéticas, infecções, doenças pancreáticas, uso de medicamentos, drogas ou outras doenças endócrinas.

Comuns a todos estes tipos, a deficiência no metabolismo provoca o aumento da concentração de glicose no sangue.

Além do exame rotineiro de glicose, determinações como HbA1c (hemoglobina glicosilada) e frutosamina são importantes para detecção, monitoramento e controle da Diabetes.

A HbA1c é formada pela reação não enzimática da glicose com hemoglobina nativa. Este processo ocorre continuamente durante a vida das células vermelhas (média de vida 100 – 120 dias). A razão da glicosilação é diretamente proporcional à concentração da glicose no sangue.
O nível de HbA1c no sangue representa à média do nível de glicose de 6 a 8 semanas precedentes. Portanto ela é conveniente para monitoramento da concentração do nível de glicose no sangue em um grande período em indivíduos com diabetes mellitus.
Estudos clínicos mostram que baixos níveis de HbA1c podem ajudar na prevenção ou retardar o índice de complicações de diabetes tardio.

Frutosamina é o nome genérico dado a todas as proteínas glicosiladas, das quais a maior parcela é a albumina glicosilada, que se constitui na maior massa protéica plasmática depois da hemoglobina.
O nível sérico de frutosamina representa o valor médio da glicose sangüínea em um prazo de duas a três semanas, inferior ao da glicohemoglobina e idêntico ao das proteínas glicadas.
A determinação da frutosamina é adequada para a monitoração do metabolismo de glicose em pacientes com diabetes, especialmente diabetes mellitus tipo II e também adequada para a monitoração da eficácia de drogas.
A frutosamina está elevada em todos os casos de diabetes sob controle metabólico inadequado, sendo concomitante a hiperglicemia e tem sido observado que os valores retornam aos níveis de referência vinte dias após a estabilização da glicemia em níveis adequados.
A diminuição da frutosamina é observada em pacientes com perdas elevadas de albumina ou em doenças que aumentam o catabolismo protéico.
Devido a importância diagnóstica, a Bioclin apresenta em sua linha kits de HbA1c e Frutosamina.

 

Para mais informações entre em contato com o SAC através do 0800 031 5454.