Linkedin Bioclin Instagram Bioclin Bioclin ONCAST Podcast

#09 – Colesterol

Fala comigo, Bioclientes!
E aí pessoal, beleza? Aqui é o Gustavo, de volta em mais uma edição do seu Bioclin On Cast. Hoje eu vou falar sobre a maior causa de mortes no mundo inteiro. Vocês sabem qual é? Se a sua resposta foi Câncer, está errado. Se falou que é Diabetes, também tá errado.
Por mais incrível que possa parecer, a maior causa de óbitos tanto no Brasil quanto no mundo são as doenças cardiovasculares, entre elas o infarto agudo do miocárdio e o AVC, que são os populares “ataque cardíaco” e “derrame”. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, só no Brasil são aproximadamente 200 mil óbitos por ano. Já no mundo são 17,5 milhões de pessoas que morrem dessas doenças cardiovasculares todos os anos. Gente, os números são assustadores não é mesmo?!
Um infarto ele acontece quando o músculo cardíaco ou região do cérebro não recebe nenhum tipo de nutriente ou oxigênio, e isso pode ser numa área pequena ou numa região mais ampla do órgão. São muitos os fatores que provocam o infarto e eles podem ser orgânicos ou não. Os orgânicos são os que tem causa genética e familiar e podem ser má formações congênitas, arritmias, problemas de neurotransmissão, tudo isso como predisposição a um possível infarto. Ou seja, isso são coisas que não podem ser mudados pela pessoa, a não ser que sejam feitos tratamentos constantes ou alguma intervenção cirúrgica.
Mas aí existem os outros fatores que tão relacionados a estilos de vida, e que podem ser evitados, controlados e até modificados pelo próprio paciente. Nesse caso, a gente pode destacar o controle da hipertensão arterial, a obesidade e o Diabetes Mellitus tipo I e tipo II que são fundamentais, porque muitos estudos sobre o estado de saúde da população têm relacionado essas síndromes a ocorrências mais graves, como neste caso o AVC e o infarto agudo do miocárdio.
Quantas vezes você já ouviu recomendações médicas, seja no consultório ou na televisão, dizendo o quanto é importante manter os níveis de colesterol controlados? Mesmo as pessoas mais saudáveis são encorajadas a evitar o sedentarismo, o tabagismo e a procurar fontes de alimentação natural pra diminuir os riscos de um infarto ou de desenvolver essas doenças metabólicas. E você sabia que 50% dos infartos podem ser evitados com o controle adequado do colesterol? Mas aí vem a pergunta: por que ele pode fazer tão mal assim?
Então vamos lá… O colesterol ele é um esteroide constituinte das membranas celulares, e participa de alguns processos no organismo. Ele é transportado através da corrente sanguínea junto com os lipídeos como complexos denominados lipoproteínas. Essas lipoproteínas são diferentes no seu tamanho e na sua densidade, e essa densidade é que é a chave pra sua classificação. As partículas de alta densidade são chamadas de HDL, que em inglês significa high density lipoproteín, as de baixa densidade são chamadas de LDL, de low density lipoproteín. Ainda existem as de densidade muito baixa, que são chamadas de VLDL, very low density lipoprotein.
A fração LDL é a fonte de colesterol para formação de membranas celulares e esteroides que são importantíssimos para o metabolismo humano, como por exemplo a testosterona, o estradiol, e a vitamina D. Mas essa fração ela também tá ligada à formação de placas de ateroma. Essa placa de ateroma é uma agressão à parede interna dos vasos sanguíneos e um dos fatores que provoca isso é a retenção dessas partículas LDL. Já as partículas HDL não fazem parte do processo de formação dessa placa de ateroma porque elas atuam no transporte reverso do LDL.
Então pessoal, a formação dessa placa de ateroma nos vasos sanguíneos pode literalmente fechar a passagem de sangue para o coração, provocando um infarto, e é por isso que o LDL é popularmente conhecido como “colesterol ruim”, e o HDL como “colesterol bom”.
É importante a gente falar aqui que os níveis de colesterol não tão relacionados com o sobrepeso: muitas pessoas que são magras podem sim ter o colesterol ruim elevado, dependendo do seu estilo de vida. Se a pessoa leva uma vida sedentária, se alimenta mal, ou fuma com frequência, ela tá aumentando a chance de desenvolver uma placa de ateroma nos seus vasos sanguíneos.
E pessoal, a formação de placas é assintomática, ou seja, o paciente não sente dor, nem formigamento, nem surgem manchas na pele indicando que algo de errado tá acontecendo. Geralmente o problema só aparece quando o vaso já tá muito obstruído. E é por isso que mesmo os sintomas não aparecendo, é sempre importante procurar um médico para que ele peça alguns exames de rotina, porque entre eles sempre vai estar o Colesterol Total e o Colesterol HDL. Ah, e o Colesterol LDL normalmente é calculado através dos valores do Colesterol Total, do Triglicérides e do Colesterol HDL.
Esse exame é muito, muito simples, e pode salvar vidas. De posse do pedido médico, o paciente vai a um laboratório que coleta uma amostra de soro ou plasma, e utiliza essa amostra para reagir com um método específico. E aí o técnico do laboratório mistura parte da amostra com uma solução que dosa o nível de colesterol total sem separar as frações. O método clássico de dosagem da fração HDL ele consiste em tratar a amostra previamente com uma solução precipitante. Essa etapa elimina as frações LDL e VLDL, e dosa somente o HDL utilizando o mesmo método do Colesterol Total.
O nosso kit HDL Direto aqui da Bioclin se destaca no mercado pela praticidade na operação porque permite uma determinação direta sem a necessidade de precipitação prévia nem tratamento da amostra. São usados reagentes que realizam essa dosagem seletiva do colesterol ligado ao HDL. As superfícies das lipoproteínas de baixa densidade, as LDL, e muito baixa densidade, as VLDL, são estabilizadas pela adsorção de um poliânion e não sofrem a ação das enzimas modificadas presentes no reagente. O HDL, no entanto, ele se solubiliza pela ação de um detergente permitindo a ação enzimática sobre o colesterol ligado a ele. Dessa forma, a intensidade da coloração formada é proporcional à concentração de Colesterol HDL na amostra.
E fica a dica, para adultos maiores de 20 anos é desejável manter os níveis de Colesterol Total abaixo de 190mg/dL, e os de Triglicérides em jejum abaixo de 150mg/dL. Para o Colesterol HDL, a indicação é manter acima dos 40mg/dL.
E para saber mais sobre o HDL Direto, ou qualquer outro de nossos produtos Bioclin, não deixem de entrar em contato conosco através de nossos canais de atendimento: bioclin.com.br ou através do nosso SAC 0800 031 5454.
Então pessoal, um bom trabalho a todos, e continuem acompanhando o Bioclin On Cast, o podcast do diagnóstico.